Qual a diferença entre a Podologia e Podiatria?

Fonte: portal do Enfermeiro Podiatra Brasileiro

A semelhança é que são áreas afins e ambas atuam no tratamento e cuidados com os Pés, a diferença está centrada na forma e abrangência de suas ações.

Vamos a uma breve história do surgimento destes dois profissionais.

A Podologia já existe em nosso país desde o ano 2000, antes deles existiam os calistas e os pedicuro-calistas. A maioria dos profissionais que conhecemos como Podólogos são técnicos em Podologia, sendo formados por uma escola técnica. A sua formação é baseada na aprendizagem de técnicas voltadas para os cuidados e tratamentos dos pés.

O calista surgiu na pré história há 5 milhões de anos, quando o homem adotou a posição ereta e começou a caminhar, assim, pode-se dizer que é uma das profissões mais antigas do mundo. Conta-se que a esposa do imperador Nero sofria de uma enfermidade nos pés e que foi tratada por um soldado de Roma chamado Cayus, que recebeu o título de calista, permanecendo esta denominação que os Podólogos mantiveram até o final do século XX no Brasil (Mileu, 2015)

A Podiatria clínica surgiu no Brasil, em 2007, como uma especialidade do Enfermeiro, tendo a sua primeira turma formada pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP/EPM),com o objetivo de aprimorar a assistência prestada a indivíduos portadores de Diabetes Mellitus e a nossa população Idosa, no que tange aos problemas podiátricos (dos pés).

O Enfermeiro Podiatra brasileiro reúne as técnicas de atendimento do Técnico em Podologia ao conhecimento técnico-científico do Enfermeiro. A principal função deste especialista é a avaliação dos pés, identificando indícios de risco que possam comprometer a habilidade funcional, contribuindo para a redução de complicações e possíveis amputações nos pacientes com a complicação do Pé Diabético (JACOB, 2015).

Historicamente, no Brasil, esta área já era desenvolvida pelo enfermeiro e reconhecida como especialidade pelos órgãos competentes da época, como podemos ver no artigo 10, inciso 2º do decreto 10068 de 23/03/1939.

  • 2.º - Os enfermeiros-pedicuras poderão instalar sala de trabalho, guarnecida com os móveis e instrumentos estritamente necessários a sua especialidade e cuja abertura deverá ser autorizada pelo Serviço de Fiscalização do Exercício Profissional.

O que, posteriormente, estes cursos de especialização e o de habilitação em Podiatria Clínica promoveram foi um resgate e adequação deste conhecimento técnico-científico a atual formação do Enfermeiro, fornecendo habilidades e competência ao Enfermeiro, para a prestação desta assistência específica em Podiatria.

Baseado neste breve histórico de surgimento e formação destes dois profissionais, nossa recomendação é que os enfermeiros com formação em Podiatria Clínica e os Técnicos em Podologia devam atuar em parceria no atendimento ao paciente portador de Pé Diabético ou que requeiram uma atenção especial aos pés, como já é realidade em algumas clínicas de tratamentos dos pés em nosso país, com resultados bastante exitosos.

Colaboração: Enf. Podiatra Vera Ligia Lellis Jacob

Copyright © Clínica Cuidar dos Pés 2018. Todos os direitos reservados.